Psicologia e Psiquiatria

Qual é a diferença entre amor e amor

Qual é a diferença entre amor e amor? Com muita frequência, as pessoas, devido à inexperiência, juventude, maximalismo e uma série de outras razões, sentem amor por um sentimento profundo e desinteressado chamado amor. Alguns sujeitos acreditam que não há diferença entre os conceitos acima. E apenas um pequeno número de indivíduos sentiu essas diferenças, por assim dizer, em sua própria "pele". Em primeiro lugar, o amor implica uma ideia de natureza obsessiva. Ao mesmo tempo, é absolutamente sem importância para o sujeito que está apaixonado se o objeto do suspiro é recíproco. Esse sentimento é permeado pelo desejo de estar constantemente com o escolhido, mesmo contra a vontade dele. O amor é baseado na compreensão, cuidado, confiança e respeito mútuo. Envolve a autonomia de um parceiro

Qual é a diferença entre amor e amor psicologia

Infelizmente, muitos casais modernos se separam após a legitimação dos laços matrimoniais após um curto período de tempo. Isto é devido ao chamado despertar da consciência humana. Em outras palavras, ao dar os votos de casamento, os futuros recém-casados ​​estavam sob a influência do amor, e quando as paixões diminuíram, os recém-casados ​​perceberam que não tinham nada a ver com o parceiro.

Entendendo a diferença entre amor e amor, a psicologia considera isso muito importante na construção de relacionamentos familiares. Isso ajudará a evitar muitas coisas estúpidas e evitará o desapontamento. O amor na vida de cada indivíduo desempenha um papel quase fundamental. Afinal, todo ser humano procura ser amado. A psicologia afirma que a principal necessidade emocional de uma pessoa é a sensação de que alguém a ama. Aceitar amor por amor muitas vezes leva à frustração, que mata ainda mais o desejo de amar nas pessoas.

O que distingue o amor do amor brevemente. Abaixo estão cinco sinais que respondem à pergunta: "Como o amor difere do amor verdadeiro?"

A primeira diferença entre amor e amor verdadeiro pode ser considerada sua transitoriedade. É caracterizado por um início rápido e a mesma conclusão rápida. Depois de um curto período de tempo, as pessoas de repente começam a perceber que são diferentes, não há pontos comuns de contato, que além de sua cama, nada as liga. O sentimento de amor é para sempre. Ninguém pode prever quando surgirá e quando desaparecerá ou não desaparecerá.

Parceiros amorosos percebem um ao outro sem embelezamento, como eles são, e aceitam com todas as falhas, traços negativos e defeitos. Nenhuma falha pode ofuscar a profundidade, a ansiedade e o altruísmo do relacionamento. Ambos os parceiros no nível intuitivo se adaptam uns aos outros, nunca procuram "picar" com palavras, não indicam as deficiências do amado. No amor, cada parceiro tenta sintonizar o escolhido para si, redesenhar, criar outra pessoa a partir dele.

Quando dois indivíduos estão infinitamente apaixonados um pelo outro, não há dúvida de rivais ou rivais. Em seu relacionamento, simplesmente não há lugar para triângulos amorosos. Amando pessoas confortáveis ​​juntos. Eles sentem completa paz e satisfação com a presença daquela pessoa em sua vida. Considerando que, enquanto no amor, uma terceira pessoa aparece frequentemente em um relacionamento. O amor se instala, tem um efeito benéfico nos corações amorosos, torna as pessoas melhores. Indivíduos que estão ligados pelo amor, sentem-se dispostos a viver inseparavelmente com o seu escolhido durante toda a sua vida, para compartilhar em metade dos problemas e alegrias. O amor não dá completa satisfação com a vida em conjunto. Os parceiros não estão satisfeitos com a situação atual. Eles estão em constante busca por um parceiro de vida melhor, e se uma opção mais “saborosa” for ajustada, eles nunca perderão uma chance.

No amor, o sexo está sempre em primeiro lugar, enquanto o amor implica uma compreensão e respeito pela opinião, desejos e aspirações do parceiro. Uma conversa sincera de coração para coração, ouvindo as experiências de um parceiro, a capacidade de apoiar em um período difícil - apenas pessoas que se amam são capazes disso. Indivíduos em estado de amor, em primeiro lugar, colocam desejos e problemas pessoais, o que eventualmente leva ao colapso de ambas as ilusões e relacionamentos em geral.

As relações de gênero são bastante complicadas. Às vezes é difícil para uma pessoa entender seus próprios sentimentos. O que, então, falar sobre entender o que a outra pessoa sente. Como entender que o escolhido ama sinceramente, verdadeiramente, que isso não é uma paixão que impulsiona todas as suas ações?

Qual é a diferença entre amor e amor de um homem?

Se o parceiro em uma mulher atrai sua linda figura e rosto bonito, se ele não se importa com o que está em seu coração, pelo que ela vive, então provavelmente sente a simpatia habitual e o desejo íntimo pela menina. Quando um homem gosta da personalidade do parceiro como um todo, seu personagem, sua mente, quando ele a aceita com todas as falhas, ele está interessado em passar horas com ela, tanto na cama quanto fora, só então podemos falar da presença de amor da parte dele com quase certeza absoluta . Amar os representantes da metade forte estão interessados ​​na opinião do parceiro e seus sentimentos, eles estão preocupados com seu círculo social e passatempo, interesses e hobbies. O homem, em cujo coração o amor se estabeleceu, está disposto a ajudá-la abnegadamente e toma a solução de seus problemas para si mesma. Assim, quando surgiu a questão: como o amor difere do amor e da simpatia, basta prestar atenção à atitude do homem em relação ao escolhido.

Como o amor difere do amor verdadeiro?

Em nome do amor verdadeiro, os representantes da metade forte estão prontos a sacrificar tudo o que possuem, sem exigir nada em troca, desinteressadamente. Amor e interesse pessoal não são compatíveis e nunca se dão bem juntos. Afinal, esse sentimento, no primeiro turno, implica um retorno. Nem o amor nem a simpatia estão dispostos a um retorno desinteressado. Um homem pode ajudar a garota que ele gosta, se isso não dificulta ou se em troca ele recebe alguma coisa. Considerando que, por causa de sua amada, um homem está pronto para mover montanhas, esquecendo-se de si mesmo em um esforço para dar o melhor para sua amada.

Como o amor é diferente do amor e da simpatia?

Abaixo estão três sinais simples que ajudarão a obter uma resposta a essa pergunta.

O amor é um sentimento forte e que tudo consome, emocionalmente tingido. A simpatia é apenas um sentimento de predisposição emocional para outro indivíduo. O amor é apenas um complexo de sentimentos positivamente coloridos, tais como: paixão, simpatia, dirigido a outro. Estar apaixonado é considerado um estado instável de consciência, pois pode desaparecer, desaparecer e reaparecer. O amor, assim como a simpatia, pode ser transformado em outra coisa, por exemplo, no amor. O sentimento de amor nunca se transformará em simpatia ou amor. Assim, a primeira diferença é a força e a profundidade dos sentidos.

O segundo sinal é fortalecer o sentimento, estando longe do amado, enquanto que, com simples simpatia, a pessoa pode esquecer com calma o objeto de atração, se é que está fora de sua vista.

Em nome do amor verdadeiro, as pessoas são capazes de atos heróicos e até sacrificais. Em nome da simpatia ou da paixão, é improvável que se arrisquem ou prejudiquem seus próprios interesses. O sacrifício e a falta de egoísmo são considerados a terceira diferença entre verdadeiros sentimentos de amor e simpatia e amor.

Muitas belas femininas, esperando atos extravagantes de sua amada, julgam mal sua ausência. Eles não percebem que o comportamento extraordinário, na maioria dos casos, não tem nada a ver com amor verdadeiro.

Para entender a diferença entre amor e amor de um homem, no primeiro turno, você precisa voltar-se para a psicologia da metade mais forte. Afinal, a própria natureza regulava estritamente o comportamento e as funções dos sexos. Um homem é um ganhador e um conquistador, portanto, um comportamento extraordinário e extravagante não é peculiar a ele.

A natureza das mulheres está destinada a ser a mãe, a guardiã e "ajustadora" da vida doméstica, portanto são dúvidas inerentes. Eles podem testar e testar os futuros cônjuges em busca de confiabilidade para garantir que as crianças e a família sejam protegidas e fornecidas. Assim, a metade forte tem que demonstrar sua própria força e provar incansavelmente sua assim chamada adequação "profissional" para o papel do futuro cônjuge, pai e chefe da família. Portanto, todo o comportamento dos amantes dos filhos de Adão está inextricavelmente ligado à demonstração de sua própria força e resistência ao sexo frágil.

Então, um homem apaixonado quando:

- Mostra interesse crescente e presta muita atenção a uma certa dama, porque todo o seu mundo se fecha no objeto de amor, ele quer estar sempre ali, toca sua amada, abraça ela, inala o perfume, o homem apaixonado tenta pegar o olhar do escolhido, discretamente observa o objeto de suspiro;

- procura por todos os meios agradar a dama do coração, para este propósito, ele começa a se comportar corretamente, idealizando seu próprio comportamento, tentando se tornar melhor;

- ele se preocupa com sua própria aparência;

- ele é ciumento;

- ele confia, porque a confiança é precisamente a base sobre a qual os relacionamentos de longo prazo se baseiam, portanto, se um homem compartilha segredos íntimos, então ele está apaixonado;

- ele sacrifica o tempo pessoal, vários benefícios, comunicação com amigos, seus próprios hobbies para passar tempo com sua amada;

- cuida e cuida.

Assim, a principal diferença entre amor, amor e simpatia é sua solidez, duração e sacrifício. Pois o nascimento do amor requer mais tempo do que o surgimento de simpatia ou amor. Além disso, as manifestações do amor não são tão violentas e violentas quanto o amor. Mas ela não é fugaz. O amor inspira e cria. É caracterizado por rigor e estabilidade. O amor em seu início e curso turbulento só pode destruir uma pessoa ou se transformar em algo mais profundo e mais belo.