Psicologia e Psiquiatria

Sociabilidade

A comunicabilidade é uma qualidade adquirida de uma pessoa, manifestada na capacidade de uma pessoa de usar sua capacidade de construir uma interação produtiva da maneira mais qualitativa e adequada. No paradigma científico, a sociabilidade é qualidade, mostrando não só a capacidade de comunicação do indivíduo, mas também a busca de compatibilidade, para construir conexões com outras pessoas. Ele se manifesta em uma alta capacidade de trabalhar em conjunto, e não apenas como participante, mas também como líder e organizador desse tipo de atividade. Este é um ponto-chave em algumas atividades específicas orientadas para o cliente ou orientadas para a comunicação, mas, além disso, a comunicabilidade muitas vezes se torna um bônus adicional em qualquer outra direção do trabalho principal.

No campo da comunicação íntima ou da amizade, a sociabilidade implica a capacidade de estabelecer contato produtivo. Com exemplos de vida, isso pode ser expresso como a capacidade de uma pessoa manter um diálogo interessante por um longo tempo, a capacidade de interessar o interlocutor, de apoiar, bem como alguns elementos de compreensão empática dos que o rodeiam. Do ponto de vista negativo, a palavra sociabilidade, precisamente na interação interpessoal, pode ser equiparada à conversa ou à intromissão, mas esses conceitos não refletem todo o verdadeiro significado do termo.

O que isso significa

Alta capacidade de comunicação de uma pessoa, bem como uma diminuição no nível de sociabilidade não são qualidades inatas de uma pessoa. Esses parâmetros são formados individualmente devido ao impacto de muitos fatores, incluindo o tipo de sistema nervoso, as peculiaridades de construir a interação na família parental, o tipo de educação, as preferências individuais de uma pessoa internalizada dos livros e a sociedade envolvente. O grupo de pares e o lugar do indivíduo nele, o psicotrauma resultante, ou vice-versa, histórias de sucesso, o complexo e a alta auto-estima também marcam o nível de sociabilidade. Tanto quanto se pode ver pelos fatores que contribuem para as habilidades interpessoais, essa qualidade não pode ser finalmente formada por uma certa idade, mas também, em princípio, não implica uma versão final do desenvolvimento.

Em algumas condições, uma pessoa pode exibir altas habilidades de comunicação, enquanto, mudando o ambiente social ou a autopercepção, esse nível pode cair para níveis criticamente baixos. A consciência de seu papel social (independentemente de ser atribuído de forma independente ou imposta pelo grupo de referência) determina em grande parte as características do comportamento humano, incluindo a comunicação. Assim, no ambiente em que você é apresentado como uma filha, irmão, filho, esposa, o nível de habilidades de comunicação pode aumentar se não houver problemas familiares. Aqueles que se consideram líderes podem perceber por si mesmos a inspiração e a capacidade de negociar com alguém exclusivamente no escritório, perdendo essas habilidades em situações comuns.

Acredita-se que a base das habilidades de comunicação é a falta de preconceito contra outras pessoas, suas formas de organizar suas próprias vidas, bem como atitudes, valores e uma visão de mundo comum. Grosso modo, quanto menos avaliação preliminar estiver disponível no início de um diálogo, mais interesse sincero, questões reais e naturais e abertura à percepção da opinião de outra pessoa. O oposto dessa qualidade é a adesão a rótulos e conceitos, bem como a imersão em uma ilusão absurda de que, se você e uma pessoa conviveram juntos por um longo tempo, você sabe antes de sua reação. Tais opiniões preconcebidas limitam a comunicação não apenas em termos do número de frases faladas entre si, mas também o empobrece internamente, privando um sentido de plenitude de significado e a possibilidade de desenvolvimento.

A sociabilidade sempre se manifesta em uma empresa, tal pessoa é diferente na medida em que é interessante para a maioria interagir, seus gestos e expressões faciais, assim como a maneira de apresentar informações, são únicos e interessantes. Pode-se dizer que a qualidade de um bom contador de histórias está necessariamente presente, quando qualquer história é recontada de maneira vívida, e mesmo informações chatas são habilmente apresentadas em uma interpretação interessante. É importante não confundir sociabilidade e manifestações como a fala ou a sociabilidade. Em outros casos, uma pessoa pode produzir muitas palavras por unidade de tempo, mas a história será chata, ou a pessoa pode ser uma incrível contadora de histórias, mas todas as narrativas não têm um objetivo final.

A sociabilidade sempre tem um objetivo específico - negociações com um cliente insatisfeito, a necessidade de convencer seu oponente, causar uma boa impressão, resolver um conflito, persuadir as pessoas a tomar a decisão necessária e muito mais.

Aquele que tem uma comunicabilidade altamente desenvolvida não tagarelará ao entender a verdadeira influência e significado de uma palavra falada corretamente. Normalmente, essas pessoas têm discurso e dicção bem estabelecidos, um alto nível de erudição geral, bem como tato e cultura internos de comunicação. A principal característica é que o interlocutor desfruta, beneficia e pelo menos seu próprio desenvolvimento mínimo ou abre novos caminhos para a realização de ações ou novas reflexões.

Prós e contras desta qualidade

Quando extrovertidos dominam o mundo, a sociabilidade é reconhecida como uma das qualidades mais desejáveis. Em muitas vagas, esse recurso se enquadra na faixa de obrigatoriedade, durante a entrevista e apenas escrevendo seu próprio retrato, a menção das capacidades de comunicação desenvolvidas sempre dá vantagens a uma pessoa, e na vida cotidiana prefere ser amiga de tais pessoas.

A popularidade da sociabilidade, devido ao fato de que carrega um monte de coisas positivas, não só em si, mas também dá suporte a outros recursos relacionados e úteis. Tal pessoa é sempre mais bem-sucedida, porque pode negociar com outras pessoas, promover seus próprios interesses ou sair do conflito competentemente. Há uma habilidade de entender o oponente, então mesmo amigos são frequentemente amigos de tal equipe, sem mencionar a comunicação informal - todos se sentem compreendidos, únicos, interessantes, e não pensam que esse mérito em grande parte não lhes pertence.

Esse traço tem um efeito positivo não apenas na construção de relacionamentos, mas também no bem-estar da pessoa, dando confiança e calma. Esta é uma oportunidade para o primeiro responder a mudanças nas circunstâncias, resolver um conflito ou mudar as coisas em uma direção favorável. Respeito entre outros também é um bônus - eles podem pedir conselhos ou pedidos para conversar com alguém, influenciar a decisão de alguém. Normalmente, a assistência em tais assuntos é lembrada por um longo tempo, o que significa que uma pessoa não só pode facilmente encontrar ajuda usando suas habilidades, mas outras pessoas também a fornecerão, lembrando como elas as ajudaram.

A sociabilidade dá mais confiança e atividade na vida, ajuda a ser realizada e, portanto, aumenta o nível de ambição. Nem todo mundo quer ter um subordinado que faz mais e se manifesta com um lado qualitativo. Medo da concorrência, um sentimento de inferioridade ao lado de tal pessoa pode provocar demissão desmotivado ou obstrução de atividades normais. É o mesmo nos relacionamentos, quando a princípio esse traço atraiu, porque tinha como objetivo comunicar-se com um, mas depois acontece que uma pessoa interage com todos dessa maneira. Na melhor das hipóteses, a inveja e o constante esclarecimento das relações sobre o tema de quem é mais caro seguirão, no pior dos casos, a pessoa que se comunica com a pessoa que sai começa a desenvolver complexos pesados, ocorre traumatização permanente e piora a condição da pessoa. Aquele que tem um alto nível de habilidades de comunicação pode não entender o que está acontecendo com a interação anteriormente boa, tentar salvar o relacionamento e, como resultado, desenvolve seus próprios complexos com relação à auto-manifestação anteriormente útil e agradável.

Em relação à própria pessoa, também há conseqüências negativas da sociabilidade aumentada, que se resume à necessidade de escolher cuidadosamente o local de trabalho e a posição ocupada. Se esta é uma atividade associada a números e tecnologia, então em breve ocorrerá um desgaste emocional, ou a natureza assumirá o controle e a personalidade começará a exceder sua autoridade e instruções. Outro ponto que acompanha é o aumento da arte, que é tão atraente quando uma pessoa diz algo, mas pode parecer excessivamente figurativa, o que, no final, com momentos sutis e íntimos, pode ser mal interpretado.

Como desenvolver habilidades interpessoais

O desenvolvimento de habilidades de comunicação é um tema popular entre os psicólogos, treinadores e coaches de diversas áreas de negócios, bem como seus elementos podem estar presentes em qualquer programa de crescimento pessoal, pois a capacidade de comunicar é parte integrante de qualquer desenvolvimento no mundo social. Há também uma série de recomendações, usando as quais uma pessoa será capaz de melhorar independentemente suas habilidades retóricas, carismáticas e sociáveis, ao mesmo tempo aumentando o nível de autoconfiança.

A primeira prioridade é parar de evitar todas as oportunidades de comunicação. Se antes você tentasse escapar de uma festa onde nem todos estão familiarizados ou pedir mercadorias na Internet, para não interagir com consultores, agora você precisa tentar, pelo menos não especificamente excluir as possibilidades de interação. Nos primeiros estágios, você não deve se esforçar e se tornar o iniciador da comunicação, é o suficiente para esperar pela atividade, e à medida que supera a inépcia, ela se manifestará mais e mais.

Antes da comunicação planejada, é melhor planejar seu prazer a partir desse momento do que as opções de fuga. Mesmo que você entenda que nada de agradável acontecerá e você não ouvirá nada de novo, é recomendável pensar em como expandir a conversa. Se este é um confronto no trabalho, então você pode começar a propor soluções a si mesmo e perguntar ao chefe sobre cooperação, então as opções para ameaças e humilhação são reduzidas. Se um amigo vier até você, contando constantemente as mesmas experiências, imediatamente tome a iniciativa em suas próprias mãos, começando sua própria narração ou levando-o para uma sessão no cinema ou no parque.

Os fundamentos da comunicação são reduzidos à constante manifestação de atividade. Olá primeiro, mostre a pessoa que você notou. Isto é especialmente verdadeiro em grandes cidades e corporações, quando as pessoas estão apenas olhando para tentar descobrir se querem interagir com elas. Sorrisos e saudações serão suficientes para iniciar um diálogo, e se ele não estiver pronto para a interação, você simplesmente deixa uma impressão agradável.

Quando o diálogo já começou, tente evitar formalidades que estraguem qualquer interação. O padrão de interesse educado deve ser respondido um pouco mais do que a afirmação de que tudo é normal. Então o interlocutor aparece, para o qual se apega na continuação da conversa. Além do fato de você mesmo estar falando de si mesmo, lembre-se de que, em momentos pessoais, foi informado e, na próxima reunião, ter interesse. A principal coisa que naturalmente aumenta as habilidades de comunicação - interesse sincero no interlocutor. Pare de perceber até velhos conhecidos da perspectiva usual, faça perguntas inesperadas, peça conselhos, compartilhe sua opinião.

Assista ao vídeo: Sociabilidade e Socialização (Outubro 2019).

Загрузка...