A arrogância é uma qualidade de personalidade que pode formar uma falsa sensação de seu significado em uma pessoa devido ao desapego de qualquer apego, inacessibilidade ou frieza nas relações com o ambiente. Em outras palavras, uma pessoa, como uma “bolha de sabão queimada”, desejando aparecer como uma pessoa importante, retira-se de colisões prováveis, tanto táteis quanto emocionais, e convida todos a tocá-lo, tanto em seu sentido direto quanto figurado, sua frieza e inacessibilidade.

O que é isso

A Bíblia observa que a arrogância é inerente a indivíduos que são desapegados e negligenciados por Deus. A palavra arrogância tem raízes eslavas antigas de origem, e o significado exato desse conceito é “soprar” ou “inflar”, um sinônimo é arrogância, arrogância ou arrogância.

A arrogância de Antônimo significa humildade ou modéstia.

A arrogância de uma pessoa com a sua "frieza gelada" afasta outras personalidades de si mesmo que desejam entrar em reaproximação emocional com ela antes. A arrogância não permite que você compartilhe suas emoções e sentimentos, chore, se arrependa. A qualidade atual de uma pessoa desencoraja qualquer desejo de se comunicar com ela.

Sentimentos, afeição, amor - estas são palavras ilegais no vocabulário de uma pessoa arrogante. Ele os esconde profundamente na alma. Não é segredo que é precisamente na manifestação de emoções e sentimentos que a originalidade e individualidade de uma pessoa é revelada, e então a simpatia surge, transformando-se em afeição. Temendo o desapontamento, a pessoa arrogante se afasta de qualquer apego, não deixa ninguém entrar em seu mundo interior, então ele deixa de se comportar de maneira favorável, natural e afável.

A arrogância é a “terapia” da timidez, constrangimento e constrangimento. Uma pessoa vestindo uma máscara de arrogância, e isso significa consumir o constrangimento e rigidez, é mais fácil de resolver questões importantes para ele.

Uma pessoa arrogante não ensina ninguém, não força e não se esforça. Impor algo a outra pessoa não faz parte de suas intenções. Sua regra é ir "à sua maneira". Ele está suspenso de outro indivíduo não por negligência, mas muitas vezes por causa da "inacessibilidade fria", por trás da qual o indivíduo inseguro está oculto. Intimidade pode "derreter" inacessibilidade, rejeição, e por trás disso aparecerá sua própria imperfeição e fraqueza. A arrogância é muito próxima em suas qualidades à pretensão, maneirismo, rigidez.

Uma pessoa arrogante não está ansiosa para humilhar outra pessoa. Sua frieza e distanciamento causam danos a todos, provocando assim as pessoas a indignação e indignação emocional. No entanto, uma pessoa que possui essa qualidade não tem humilhação direcionada.

Causas

A origem do comportamento arrogante ocorre na infância.

O desenvolvimento da arrogância é influenciado por duas razões:

- uma reação defensiva da psique humana, agindo como supercompensação de defeitos pessoais;

- o surgimento da arrogância como resultado do óbvio sucesso.

Isso levou os psicólogos ao fato de que os fatores que contribuem para o surgimento da arrogância são: um sentimento de inferioridade, egoísmo, falta de autoconfiança, baixa auto-estima, quando o bebê é um animal de estimação da família, egocentrismo. Ao crescer, a criança se acostuma a esse papel, mesmo que ele tenha conquistas reais.

Se uma criança cresce em uma família de alto status social, acostumando-se ao fato de que ele ocupa uma posição predominantemente melhor na sociedade do que outros indivíduos, então esse indivíduo certamente se tornará arrogante, desde que o ambiente seja plano, tentando agradá-lo.

Sinais de arrogância

Pois esta qualidade é caracterizada por retidão, falta de melodia, adulação, obsequiosidade. Estes são pontos fortes que são capazes de superar a indiscrição, o orgulho, o orgulho e a arrogância. A pessoa arrogante ri pouco por causa do medo de "deixar cair a sua dignidade".

Um homem arrogante não rebaixa ninguém, mas mostra sua aparência a outras personalidades de que não são iguais a ele. Isso é observado no comportamento externo e sugere que a pessoa arrogante não pretende ir para a reaproximação, especialmente para se adaptar a alguém.

Quando uma pessoa arrogante tem o desejo de se comunicar, ele “examina” outra pessoa para identificar o status social antes de iniciar a comunicação. Se um indivíduo não despertar interesse, então a pessoa arrogante "lança" um olhar escrupuloso para ele ou simplesmente põe em movimento sinais não verbais de desprezo: ele não olha, levanta as sobrancelhas, sai sem ouvir.

Homem arrogante tenta fazer sem palavras. Para ele, complacência inerente, autoconfiança, arrogância, arrogância, atitude depreciativamente pejorativa em relação a outras personalidades. Muitas vezes, esse comportamento é observado em contatos com pessoas de igual e mais pronunciadas em comunicação com pessoas de baixo status social.

Comunicando-se com pessoas que ocupam uma alta posição social, por exemplo, se é um chefe, o conformismo é muitas vezes inerente a uma personalidade arrogante.

A arrogância também é notada em pessoas propensas à psicopatologia.

Então, se a personalidade tem as seguintes qualidades, então pode-se argumentar sobre sua arrogância:

- orgulho;

- pomposidade;

- elevação frequente de sobrancelhas;

- comunicação sem olhar para o interlocutor;

- desprezo em combinação com a teimosia, a autoconfiança, o desgosto.

O indivíduo arrogante precisa dominar, ele tem uma convicção excessiva em suas habilidades e no mérito do sucesso. Mas, em geral, a arrogância do comportamento funciona como um mecanismo compensatório de incerteza. Tal pessoa anseia admiração, respeito pela presença de certas qualidades ou ações realizadas.

Comportamento arrogante em alguma medida e sob certas circunstâncias é inerente a todas as pessoas. Mas, para os indivíduos que se caracterizam pela constante arrogância, esse é seu forte modelo de comportamento.

A arrogância do comportamento do homem gera agressividade, discriminação e inimizade. Em nível pessoal, a arrogância pode levar a formas extremas, causando danos à saúde humana, pois, provando à sociedade sua superioridade, o indivíduo trabalha no limite de seu corpo.

Como se livrar da arrogância

Se há necessidade de se livrar do comportamento arrogante, é necessário, de tempos em tempos, se colocar no lugar daquelas pessoas que têm que experimentar a arrogância de uma pessoa. É importante aprender a aceitar as pessoas como elas são, não considerando que elas sejam algo pior. Nada deve dar a uma pessoa o direito de superioridade sobre outra. Se a pessoa arrogante perceber que ofendeu o interlocutor, então neste caso não se deve desculpar, mas simplesmente pedir desculpas ao coração. Em uma situação em que os outros consideram a pessoa arrogante culpada, e ela não reconhece a culpa por trás de si mesma, ela deve defender de maneira inteligente seu ponto de vista.

Ao falar, é inadmissível apontar a superioridade pessoal, expressar uma atitude desdenhosa em relação ao comunicador. Você pode perguntar a amigos, parentes, colegas de trabalho, apontar erros, defeitos e virtudes no comportamento. Depois de analisar o que foi ouvido, é importante aceitar o fato de que todas as pessoas têm suas fraquezas e deficiências.

Arrogância, como a qualidade da pessoa vai desaparecer, se uma pessoa começa a se interessar pelos outros, fazendo várias perguntas a eles, prestando atenção, deixando de avaliar e criticar.

A arrogância é muitas vezes inerente à personalidade imatura. Uma pessoa madura percebe que não há limite no desenvolvimento, em qualquer negócio haverá as pessoas mais bem sucedidas. É importante entender que a sociedade existe devido ao fato de que alguns indivíduos complementam outros, e aqueles que alcançaram sucesso significativo na vida ensinam os menos bem-sucedidos e não os ridicularizam por isso.